DISCLAIMER


DISCLAIMER: 1. The risk of trading equities and/or derivatives can be substantial. 2. Any decision to purchase or sell as a result of the opinions expressed in this blog will be the full responsability of the person authorizing such transaction. 3. Past performance is not indicative of future results.

quinta-feira, 27 de agosto de 2009

Elementary My Dear Watson.


terça-feira, 25 de agosto de 2009

US Treasuries: A Bubble Or A Trendline?


domingo, 23 de agosto de 2009

Dear Bear, Be Quick Or Be Dead.


Os bears que montaram posições para a semana de vencimento foram moídos*. O supreendente breakout se deu com volume crescente, certamente auxiliado pelo short squeeze. O momentum parece renovado e existe a real possibilidade de que nova perna de alta esteja em andamento. Das 500 ações do S&P500, 469 estão acima da MM de 200 dias: uma marca não atingida nos últimos 4 anos, pelo menos. [Isso é apenas uma curiosidade e não um sinal de venda] Charts never lie.


* Sempre me pergunto por que alguns investidores (aqui e fora) sempre perdem tempo e autoestima procurando topos. Que atividade mais frustrante, meus amigos.
** Postagem correlata: clique aqui.

quinta-feira, 20 de agosto de 2009

Cubes: Intraday Technical Oddities - II


[Para ver postagem anterior correlata, clique aqui]

Nossa broadening formation promoveu um raro fakeout. Aliás, é a primeira vez que vejo tais formações no intraday. Falsos rompimentos significam força em sentido contrário. Em circunstâncias normais esperem que a região de oferta acima seja retestada e rompida*. Observo o giro decrescente, benigno, durante a formação dessa bullish flag. Tal circunstância reforça a hipótese de que seja um padrão altista.
* Se quiserem que eu apresente as razões solicitem-no nos comentários.

SPX: A Line In The Sand - II


[Com fins didáticos volto ao chart anterior para ver o que mudou...]

A tendência positiva das semanas de vencimento parece que vai se confirmando. O price action violou ontem sobejamente a zona de demanda e parece ter encontrado suporte nela. Também o momentum inviabiliza a tese dos bears (vide lt rompida).
Dizer que bears voltaram para a toca não necessariamente quer dizer que bulls irão atacar (e vice-versa). Há pelo menos dois fatores que me fazem pender para a neutralidade nesse momento: seasonals de final de agosto e volumes reduzidos.

terça-feira, 18 de agosto de 2009

SPX: A Line In The Sand

[Vou revisitar o bom e velho SPX no hourly.]
Hoje o price action desenhou o que se imaginava, cfe. postagem de ontem. A linha tracejada, na minha opinião, é o verdadeiro divisor de águas desse retracement. Fechamentos acima dela começam a pô-lo em xeque. Noto também que o downward momentum segue intacto.

segunda-feira, 17 de agosto de 2009

FollowThru To The Selloff?!

O selloff continua amanhã? A julgar do que se vê acima, parece improvável*. As mínimas de hoje se deram em regiões de demanda, fortificadas por um price action meio sobrevendido no intraday. O iShares Brazil corrobora essa idéia ao delinear um pequeno island top. Uma coisa é certa, no entanto: a região de oferta formada em circa 61 - no caso do EWZ - passou a ser bem significativa. Mutatis mutandis, pode-se estender essa idéia aos EMs de maneira geral. Depois do leve pullback, com duração de um ou dois dias, uma retomada do selloff seria o resultado mais comum.


* Noto que essa idéia seria, a princípio, inconsistente com o meu post comentando o baixo grau de fakeout do broadening formation. Uma tese conciliadora seria admitir que não houve breakdown da linha inferior. Enfim, essa é a essência da TA.

sexta-feira, 14 de agosto de 2009

It Takes Cojones To Be A Bull.

Cada dia que passa, o potencial de reação a esse fino equilíbrio entre taurinos e ursolinos aumenta. O rompimento desse trading range em equities não será suave. Não é uma questão de SE e sim QUANDO. Vários fatores me fazem desconfiar de qualquer upside nesse sentido. Senão vejamos:

Minhas médias de P/C equity ratio estão tão baixas - predomínio em quase 1:2 - que precisei aumentar o time span do meus parâmetros default. Valores semelhantes só têm paralelo em outubro de 2007 (!), justamente época do major top das médias yankees. Mais frequentemente que não, o entusiasmo do vulgo serve como sério sinal de alerta.

Uma das coisas mais charmosas do Sr. Mercado é a maneira como tenta nos dissuadir de nossas avaliações corretas. Justamente quando consegue, segue na direção que se imaginava. Por isso, um breakout momentâneo desse "caixote" - retratado nos charts anteriores - não pode ser descartado. Semana que vem é de vencimentos de derivativos...Be careful out there. :)

quarta-feira, 12 de agosto de 2009

Cubes: Intraday Technical Oddities

[Para dissipar um pouco a idéia de que sou avesso à price patterns]

O hourly do Cubes desenha nitidamente um broadening formation. Nunca saio à caça de padrões. Espero que estes me saltem aos olhos e ainda não tenham caído em domínio público. Se tenho que fazer força para que algo me pareça familiar é porque é bullshit. Simples. Esse tipo de formação mostra estatisticamente um grau de fakeout baixo. Ou seja, se romper qualquer uma das linhas de tendência (l. tracejadas), it is probably for real!
Update: O nível de volatilidade intraday está tão baixo que podemos esperar um 1-day crash ou alguns dias de forte rally.

terça-feira, 11 de agosto de 2009

Uh, Oh...

Dois pregões se passaram e a consolidação do Cubes circa 40 não ocorreu. [Não tinha convicção de que isso ocorreria.] Uma das coisas mais traumatizantes para operadores alavancados é quando tentam adivinhar para que lado emergirá o preço a partir do trading range. E se antecipam. Surgem os wiggles e a posição é estopada (com prejuízo) algumas vezes dentro da congestão. Quando o desânimo se abate, o price action finalmente segue na direção imaginada. Desta vez...sem eles, porque o ego do cidadãos está destruído. Não precisam dizer que isso aconteceu com algum de vocês. É algo muito comum.

Em dois dias de trading session, os preços tomaram viés nitidamente bearish. Contudo, não acredito que ocorra breakdown de suportes-chave antes do resultado da reunião do FOMC às 14:15. Isso não costuma ocorrer...Ao contrário do que li algures na Internet, o selloff não deve ser suave, considerando a baixa volatilidade em 60 min. E também com base nela, trabalho agora com a maior possibilidade de um tower top no daily chart. Posições long - continuo a dizer - são deveras especulativas. A qualidade dele (do selloff) nos dirá muito acerca da continuidade desse bear rally.
Do not jump the gun...wait, wait, wait.

domingo, 9 de agosto de 2009

Keep It Simple Stupid - II

[postagem anterior, clique aqui]
Uma das coisas mais frustrantes para quem inicia o estudo de price action é que não se vê comumente indicações de como proceder quando determinada premissa não se realiza. AT é ferramenta de gerenciamento de risco e não de previsão [não canso de dizer isso].

Descobrir por que determinado padrão não funcionou é algo tão difícil quanto inútil. Aqueles que ainda não assimilaram a filosofia dessa teoria constantemente procuram fazê-lo em vez de inverter simplesmente sua premissa. São desafiados em seu raciocínio linear - útil nas suas atividades profissionais, mas inútil em renda variável. O unemployment report foi uma notícia tão positiva quanto outra meia dúzia vista esse ano. E por que só essa trouxe euforia? Não sei. E nem me interesssa.

No caso específico do chart, assumir posições short pesadas com base no topo duplo (TD) teria sido uma posição bastante agressiva, considerando o viés bullish dos timeframes maiores. A negação do TD - vista acima - traz nesse momento uma idéia de neutralidade. Mas consolidações na faixa 40, por mais um ou dois dias com volumes menores, imprimem novo viés bullish. O VWAP bem próximo do fechamento de sexta me diz que não haverá wiggle excessivo. O cenário mais provável seria e-minis futures em torno da neutralidade na abertura amanhã. A sensação de perplexidade do mercado, de gente que espera um pullback para entrar, é o combustível desse rally. Os rallies mais violentos NUNCA nos dão oportunidade de entrada "segura". É preciso que o technician passe para o timeframe inferior para achar um entry point [daily=>60 min, p.ex.]. É isso ou continuem chupando o dedo. hehe
Charts never lie.

sexta-feira, 7 de agosto de 2009

Report Triggered Another Stampede?!

Até 8:29 o cenário para a abertura era uma espécie de followthru de ontem. Nada demais. Um minuto depois os e-minis futuros yankees dispararam como há muito não via. Em segundos passaram do terreno negativo para mais de 0,80% por causa do unemployment report(!). E, olhando o fechamento, nada indica que SPX e DJIA - pesados em Financials - parem por aí na semana que vem. Naz, mais fraca. As DMAs de 8 dias serviram de suporte para o price action do dia. Meus indicadores contrários estão em leituras extremas, o que me faz pensar que o mercado yankee esteja para ingressar em uma fase parabólica. Yikes!!

Por outro lado, as variáveis não parecem assim tão favoráveis para os EMs como antes. Hoje o ETF USD Index Bullish Fund (ticker UUP) teve a maior acumulação dos últimos meses. Pela reversão aguda diria que logo desafiará a LTB (l.branca). E commodities parecem ingressar em uma zona de consolidação (light crude com reg. de oferta em US$75, p.ex.) De maneira geral, o price action está me parecendo especulativo demais em Wall St. Posições vendidas abertas em um dia de fechamento ruim soam até como uma estratégia mais razoável que compras a essa altura. Fazer nada também é uma boa opção...

quarta-feira, 5 de agosto de 2009

Financials Taking Bulls By The Horns

O setor que iniciou a débaclé dos mercados com a quebra do Lehman Brothers é o principal responsável por esse poderoso rally. Vê-se de ponta a ponta setores levemente no vermelho hoje, com exceção dos financials. Nenhum throwback terá prosseguimento sem a participação dele. Note-se que os setor bancário é geralmente leading nas transições de bear para bull markets.
Disclaimer: Não estou vaticinando que seja esse o final daquele, mesmo porque não participo desse timeframe. Mas a força impressionante dos financials é algo que merece uma boa reflexão a respeito.

segunda-feira, 3 de agosto de 2009

Frustration Sets In

A frustração se abateu sobre o mercado. Poucos são passageiros desse rally, posto que se antecipava ansiosamente uma reversão - personalizada pelo H&S - que não veio. A maioria dos bulls ainda espera um pullback, que ainda não apareceu, para assumir posições compradas. Quem está fora não entra e quem está dentro não sai. Os felizardos que assumiram posições long [mesmo sem saber por quê] estão com a única feliz tarefa de ir ajustando stops para cima. Só pra lembrar: No ano passado, um breakout parecido chamou todos compradores - junto com o investment grade de Pindorama - só para assistirem ao maior bull trap dos últimos anos. Quem comprou aquele breakout ainda nem saiu do "buraco".

O adágio do mercado diz que history repeats itself. Mas não exatamente da mesma maneira. O SPX ultrapassou hoje os 1,000, área de grande concentração de contratos em aberto. A sabedoria popular desaconselha, por precaução, compras nessas regiões. Mas isso não quer dizer que não possa continuar subindo. Um fechamento acima de 1,000 ainda é insuficiente para assumir rompimento. Fato curioso que persiste nesse rally maior, iniciado em março, é a baixa volatilidade. Isso no médio prazo é fator de cautela adicional.

domingo, 2 de agosto de 2009

The Loch Ness Monster & H&S Pattern

É verdade existirem mais ocorrências de OCOs que registros fotográficos do Monstro de Loch Ness. Mas não muitas. Uma delas pôde ser vista em andamento em 2007 e 2008 no China Index da Amex.
Desenvolveu-se em um timeframe ignorado pelo mercado (weekly), em uma variação incomum de neckline inclinado para cima (upward-sloping). Ao contrário do padrão superstar do mês passado, este não deu entrevistas no Jornal Nacional e nem cantou na "Garagem do Faustão". Tampouco foi objeto de análise de centenas de blogs e sítios na Internet.
Trading não é esporte de equipe.