DISCLAIMER


DISCLAIMER: 1. The risk of trading equities and/or derivatives can be substantial. 2. Any decision to purchase or sell as a result of the opinions expressed in this blog will be the full responsability of the person authorizing such transaction. 3. Past performance is not indicative of future results.

segunda-feira, 23 de julho de 2012

Bulls Will Come To The Rescue Again?

The small fry is way too pessimistic for my presuming a new ST 
downtrend will emerge within a few days. A followup of this chart.

terça-feira, 17 de julho de 2012

This Situation Sounds Familiar?

Você reconhece que um ativo está "esticado". Quer comprá-lo mas experiências anteriores o aconselham não fazê-lo. [Afinal quantas vezes você comprou nessa situação e se arrependeu pouco depois?] Como imaginado, o papel para de subir em um dia. No dia seguinte começa a ceder. Mas no final da tarde se recupera e fecha perto das máximas. Você fica meio frustrado. No dia seguinte os mercados futuros estão banhados de vermelho. Aí vem aquele sorriso...

Durante o pullback você esfrega as mãos porque está acontecendo o que você tinha imaginado lá atrás. No primeiro dia caiu bem. No segundo, já nem tanto. No terceiro, o papel chega até a abrir levemente no positivo, mas logo cede. Como um astrônomo, você calcula o ponto ótimo de entrada. Só que no terceiro dia o papel em observação chegou pertinho do seu número mágico, o preço desejado. Você vai dormir já feliz da vida contando com o trade perfeito do dia seguinte. Afinal, o máximo que poderá acontecer é você ser obrigado a comprar um pouco mais para cima. Chegou o dia! Você liga seu notebook. Abre o navegador no sítio da corretora. E...para seu desespero os futuros estão prometendo um grande gapup na abertura. Seu papel já não está a poucos centavos do seu "preço ideal". Está a alguns reais! Você simplesmente não acredita. Devia ter comprado no dia anterior.

Por que isso acontece? Chego lá. Mas antes vou contar uma estória: Estava eu em uma dessas livrarias de aeroportos de capitais matando tempo para o embarque. Chamou-me a atenção um livro sobre análise técnica de autor estrangeiro (até conhecido). A obra tinha sido traduzida por um desses renomados picaretóides de Pindorama. Em um dos trechos do primeiro capítulo, o autor (ou o próprio "tradutor") disse que os preços obedeciam a uma curva normal. E ponto. Fechei o livro e fui embora. [Deve ter gente que o compra e acha o máximo.] Preços livremente negociados são regidos por distribuições leptocúrticas. Não obedecem à distribuição normal. Ou seja, é uma distribuição com caudas alongadas e forma mais afunilada próxima da região central. Quanto maior o índice de curtose maior a probabilidade de se encontrar desvios da média.  Por isso, Mr. Market nos choca com movimentos impressionantes todo o tempo em todos os timeframes que acompanhamos. Por isso, quando você espera confirmação de movimentos altistas o topo está mais próximo do que se pensa. Por isso, recomenda-se que posições compradas devam ser montadas em pullbacks. E vendidas, em throwbacks (repiques). Por isso, Mr. Market torra sua paciência até que você abra mão de posições ganhadoras. E por aí vai.

domingo, 15 de julho de 2012

Do You Have What It Takes?

Do alto de milhares de horas dedicadas a certos estudos empíricos podemos nós mesmos desenvolver questionamentos originais. Desenvolvê-los em áreas de ciências sociais envolve certo otimismo (ou ingenuidade). Uma ideia original nessa área jamais será cientificamente validada como um Bóson de Higgs, porque depende de amostragens idênticas que nunca se reproduzem. Uma mesma pesquisa de opinião conduzida em uma pequena comunidade nunca poderá ser refeita sob as mesmas condições. Cada resultado é único. Tendências, claro, podem ser apontadas. Mas tudo passa longe de um rigor científico tradicional.

Market timing requer um entendimento da natureza humana e não de retas, curvas ou médias, tampouco de indicadores macroeconômicos. Essa afirmação, de certa maneira, é uma frustração para pessoas de índole ou formação cartesiana. Aliás, cartesianos e acadêmicos ortodoxos, por exemplo, nunca entenderão por que quando...
  1. ...você está sozinho em um elevador vendo seu smartphone e outra pessoa  (preferencialmente desconhecida) entra é muito provável que ela faça o mesmo com o dela;
  2. ...você em um shopping center se aproxima de uma vitrine vazia e passa a examinar concentradamente algum produto, logo haverá 1 ou 2 ou 3 pessoas a alguns metros fazendo o mesmo em menos de um minuto;
  3. ...você adquire um veículo novo e logo algum dos seus vizinhos de vaga de garagem fará o mesmo dentro de algumas poucas semanas. Se se tratar de vizinhos do sexo masculino essa estatística aumenta consideravelmente;
  4. ...diante de um semáforo fechado você deliberadamente anda alguns centímetros para a frente e o motorista imediatamente atrás fará o mesmo quase que instantaneamente;
  5. ...você leu os itens de 1 a 4 e já se viu fazendo isso tudo, achou graça (público feminino) ou ficou desconcertado ou irritado (público masculino). Neste segundo caso, irá fazer troça da postagem e terá certeza de que nada disso tem a ver com investimentos.

quinta-feira, 5 de julho de 2012

Track Record - 1st Semester 2012

What MFF is All About:  Efficient Mkt Timing.
If you want bullshit, hindsight, fundamentals go look somewhere else...