DISCLAIMER


DISCLAIMER: 1. The risk of trading equities and/or derivatives can be substantial. 2. Any decision to purchase or sell as a result of the opinions expressed in this blog will be the full responsability of the person authorizing such transaction. 3. Past performance is not indicative of future results.

quinta-feira, 7 de janeiro de 2016

Do Not Look Now But...


4 comentários:

aguia disse...

Ok, meu mestre e parabéns pelo LPAPV!!! Pena que retrocedeu apenas a 1.983 (rs)... Penso que encontraríamos, láááá, mais atrás ainda, o ponto de stop desta avalanche que promete furar a barragem da linha do próprio chart, rsrs... Veja que os dois vértices do LINDO "W" deste mercado estão em 05/99 e 10/2002... tente "abrir" mais para vermos isto numa foto mais panorâmica ainda e viva a AG pÔ!... Poucos sabem que os gráficos, na verdade, simplesmente representam o... comportamento humano. Flapão!

Fact Finder disse...

No data available for CRB before 1981. I apologize. :)

Paulo Queiroz disse...

1. Estive pesquisando no site da Stockcharts e consegui obter o gráfico do $CRB com dados
desde 1957 (=100).

2. No período inicial, de 1957 a 1971, índice $CRB oscilou entre 95 e 115, aproximadamente.
Como se sabe, em boa parte desse período, o preço fixo do ouro correspondia a 35 dólares/onça
troy, valor arbitrado pelos EUA desde antes da II Guerra e mantido pelo acordo que adotou o
sistema de Bretton Woods (1944). Contudo, entre 1968 e 1971, o preço passou a oscilar entre 35 e 42 dólares

3. No final do ano de 1971, nas vésperas da reeleição de Nixon, os EUA declararam que não
mais converteriam, ilimitadamente, os estoques oficiais de dólares em ouro, exigindo uma
reforma no sistema monetária internacional e o realinhamento das taxas de câmbio; o que altera
todo um equilíbrio no sistema de preços.

4. A partir deste evento, verifica-se que o ouro salta de 42 dólares em agosto de 1971 para 112
em dezembro de 1973. Paralelamente, o índice $CRB decola de 105 indo até 200; este
crescimento exponencial ocorreu de forma quase retilínea - semelhante a queda atual do índice.

5. Assim, atrevendo-me a responder a indagação do “Águia”, arriscaria estimar que o próximo
suporte gráfico do $CRB estaria ao redor de 105 (s.m.j.).

(*Ressalve-se que o índice $CRB sofre várias revisões de seus componentes ao longo do tempo).

Abraços.

Fact Finder disse...

Boa, Paulo! :) Essa possibilidade não poder ser descartada, mesmo se tratando de zonas de demanda observadas décadas atrás.
Pra usar exemplo mais recente => Veja o Naz Composite que entra (por enquanto) em uma congestão próxima ao topo anterior de 03/2000. No creo en brujas...