DISCLAIMER


DISCLAIMER: 1. The risk of trading equities and/or derivatives can be substantial. 2. Any decision to purchase or sell as a result of the opinions expressed in this blog will be the full responsability of the person authorizing such transaction. 3. Past performance is not indicative of future results.

quinta-feira, 3 de julho de 2008

Fact On Indicators - part I

"O índice teve um rápido repique inicial, logo desfeito por pressão vendedora, como ontem e até o final do pregão. Os indicadores recuaram menos outra vez, mantendo uma divergência altista, um dado a mais para sinalizar que um forte repique anda por perto."

(Trecho de uma newsletter de conhecido analista de mercado)
_____________________________________

Às vezes me passa pela cabeça que nenhum dos chamados analistas técnicos com alguma projeção na mídia de Pindorama consegue retornos razoáveis utilizando a technical analysis em suas operações. A quantidade de falsas concepções sobre essa ferramenta é tremenda.

Se indicadores de momentum derivam basicamente dos preços como é possível que aqueles antecipem a direção destes? Divergências consistem em movimentos antagônicos entre a direção dos preços e a dos indicadores/osciladores. O que isso quer dizer? Uma diminuição momentânea na velocidade de mudança dos preços. E só. O problema é que a maior parte das análises de ATs (fóruns, newsletters, etc.) que conheço acha que as divergências irão sempre se resolver na direção dos indicadores. Os indicadores devem confirmar os preços e não o contrário. Curiosamente esse é uma idéia popular não só no Brasil e se constitui em uma falha grave de concepção desse tipo de ferramenta.

(continua em outro post)

PS. Folks, dêem uma força na votação. É totalmente anônima.

7 comentários:

Anônimo disse...

Exato! Essa premissa me manteve fora do mercado desde o dia 21.05.08. Nao ganhei nada, mas acho que foi bem bom nao ter perdido nada tambem...

Anônimo disse...

Caro Mestre Fact.

about tôpos de Sakata: EU QUERO VOTAR!!! só que num padrão ainda confiavel (áxu... por ser mais dificil de 'clonar' )... mas (or BUT) é no candelabro "EIGHT TO TEN NEW PRICE HIGH"... e aí?...acuma faço, putz!!! & pô???

( )s & rsrs... aguia.

Fact Finder disse...

Deixa pra próxima votação, amigo akilino, na eleição de padrões exóticos. :)

Samuel Ramos disse...

Essa Pindorama não é fácil.

Há alguns anos atrás eu tive o trabalho de monitorar as "dicas" de muitos dos analistas de Pindorama, fiz até uma planilha para levantar a rentabilidade deles.

Tá certo, não teve rigor científico, mas no período que acompanhei, cerca de um ano e meio, eles conseguiram não só perder para o índice, como também para o CDI.

E, se colocar a corretagem na conta, acho que o saldo final ia pro vermelho. De prejuízo, não de vergonha.

Sds!

smarca disse...

"Uma diminuição momentânea na velocidade de mudança dos preços"

Eu diria:

"Uma diminuição momentânea na velocidade da tendência em andamento..."

E complementaria:

"Que pode ou não se traduzir em inversão, momentânea ou não, da mesma, sendo mais confiáveis quando região de suportes e resistências "fortes" são atingidas, ou quando a sobrevenda ou sobrecompra também tenha sido atingida também anteriormente".

Difícil explicar, mais fácil de ver, para quem está acostumado a imagens gráficas, diria também.

De qualquer forma vale sempre a reação dos preços nos níveis observados e, pelo menos, alguma confirmação, mínima que seja.

smarca disse...

Sobre a votação, todos são bons padrões de reversão, porém:

1) O Engolfo é o padrão que "devolveu" todo o movimento de D-1, ao contrário dos demais que, no máximo, devolveram parte do movimento de D-1.

2) A análise de volume é imprescindível em todos os padrões citados na enquete.

3) A sobrevenda ou sobrecompra e/ou região de suporte ou resistência "forte", respectivamente, é que reforçam ainda mais o padrão, especialmente se ocorrem de forma simultânea ou numa divergência.

4) Finalmente a Teoria Japonesa dos Candlesticks EXIGEM confirmação, sendo esta abordagem ignorada por 100 entre 100 "analistas" da mídia. Ou seja, o que vemos, via de regra, é uma distorção da teoria, logo uma outra teoria que não a japonesa!

Fact Finder disse...

1. Samuel, pelo menos esse analista - cuja análise foi mencionada - tem a coragem de mostrar a cara e o track record. Pior os que vendem cursos, não operam e ficam enchendo o saco. :)

2. Sandro, concordo com as considerações. Mas o propósito da votação é bem mais simples que esse. Depois comento.