DISCLAIMER


DISCLAIMER: 1. The risk of trading equities and/or derivatives can be substantial. 2. Any decision to purchase or sell as a result of the opinions expressed in this blog will be the full responsability of the person authorizing such transaction. 3. Past performance is not indicative of future results.

domingo, 13 de julho de 2008

Pabrai & Berkshire - A Case Study


Em um post publicado há poucos dias fiz um comentário sobre a compra de Pinnacle (ticker PNCL) por Monish Pabrai do Pabrai Funds e a venda de Petrochina (ticker PTR) pelos managers do lendário Berkshire Hathaway (e do qual Pabrai é, inclusive, cotista). A área amarela mostra o preço-médio de cada uma das operações.

Pabrai é assumidamente um discípulo de Buffett. E Buffett, de Benjamin Graham, o pai do value investing (VI), falecido em setembro de 1976. Da década de 70 pra cá, a Technical Analysis evoluiu muuito mais que nos seus então 80 anos de existência. Certamente que possui algumas limitações, mas nenhuma delas poderia impedir seu uso eficiente em Pinnacle e Petrochina. Algumas vezes sou confrontado pelos adeptos do ortodoxismo fundamentalista. A tese, claro, é que fundamentalismo e grafismo são incompatíveis. Com a palavra os leitores...

3 comentários:

aguia disse...

considero um carma o meu vício de observar com calma e Paciência o MFI e as suas complexas correlações.

incompativeis são sim, a meu ver, homem e mulher; BUT, no entanto, tal carma, na cama... e com calma...

quanto ao market; já ameaça subir again, no trampolim, para novos e mais profundos mergulhos...tipo argh.

Fact Finder disse...

Uncle Ben pegou o desfibrilador de novo, Akila. Vai enfiar mais funny money para salvar "Funny" Mae e Freddie "Krueger". :)

aguia disse...

buracos e dedos...lembra da estorinha do menininho holandês tapando com o dedinho o buraquinho do dique?... pôiZé: tio Ben pode até saber quanto$ dedo$ tem, but, saberá o tamaaaaaaaanho do BURACO e o quanto FED???

argh again...rsrs rsrs.