DISCLAIMER


DISCLAIMER: 1. The risk of trading equities and/or derivatives can be substantial. 2. Any decision to purchase or sell as a result of the opinions expressed in this blog will be the full responsability of the person authorizing such transaction. 3. Past performance is not indicative of future results.

sexta-feira, 8 de agosto de 2008

A Major Turning Point Ahead - II

(retomando o assunto de anteontem)

Uma dos aspectos mais fascinantes dos mercados financeiros globais é o seu entrelaçamento. Todos os principais mercados mundiais de livre oferta e demanda se relacionam (currencies, equities, bonds, commodities). Não é uma engrenagem perfeita, já que os movimentos não são feitos em sincronia. Mas é de impressionar como movimentos exagerados em uma direção geralmente são corrigidos (mean-reversion), restabelecendo o equilíbrio. O price action continuamente se alterna entre equilíbrio (low vol) e desequilíbrio (high vol) em todos os timeframes.

A volatilidade de LP baixa no USD Index, mutatis mutandis, é a mesma vista nos EMs em relação à Wall St. Em poucas palavras, os preços relativos entre uma e outra praça estão em uma situação de equilíbrio que não deve durar muito tempo. Faço uma analogia das áreas de baixa volatilidade com aquelas de equilíbrio instável estudadas em Física. Basta um peteleco para que se movimentem rapidamente em uma direção. Petelecos são chamados de triggers por technicians e de catalisadores por fundamentalistas.

Quando falo em major turning point me refiro a um ponto de inflexão que pode trazer conseqüências palpáveis por meses ou anos. Reconhecê-los é uma poderosa arma no risk management. A maioria dos investidores, mesmo os mais experientes, não o faz.

* Nota: Hoje DJ Industrials subiu 2,65%. E o Ibroxespa caiu 0,76%. O proxy do Ibov na NYSE caiu 1,71%. Ou seja, Brazil caiu 4,36% relativamente à Wall St. Um tombo significativo! Não esperem que essa análise seja feita pela mídia ou pelas corretoras...

12 comentários:

Roberto disse...

o Lulla tinha razão, esatamos blindados das influências externas. As boas , claro. hehehehehe, Lulla lá, é a esperança.

smarca disse...

Diria que e 11700 no Dow, que também representam +33% da queda anterior,
- ou não é um nível importante e vai seguir subindo até encontrar níveil mais importante (quando os compradores encontram vendedores dispostos a entregar-lhes a mercadoria = volume);
- ou o rompimento ainda não valeu, justamente porque o volume não foi convincente;
Aqui? E eu é que sei? Hehehe ...
De qualquer forma o Dow subiu 0,71% em relação à D-2 (caiu 1,93% e subiu 2,65%. E caiu com maior volume, diga-se de passagem, por enquanto). Nada demais também.

smarca disse...

Diria que e 11700 no Dow, que também representam +33% da queda anterior,
- ou não é um nível importante e vai seguir subindo até encontrar níveil mais importante (quando os compradores encontram vendedores dispostos a entregar-lhes a mercadoria = volume);
- ou o rompimento ainda não valeu, justamente porque o volume não foi convincente;
Aqui? E eu é que sei? Hehehe ...
De qualquer forma o Dow subiu 0,71% em relação à D-2 (caiu 1,93% e subiu 2,65%. E caiu com maior volume, diga-se de passagem, por enquanto). Nada demais também.

pequeno aprendiz disse...

Senhor Fact:
Tenho aprendido que a um aplicado observador eh de desejavel a indispensavel o uso de ferramentas multiplas, assim como certa variabilidade de metodos analiticos mais confiaveis.
Entretanto, aprendiz curioso e simplista, observava a sinuosidade do mercado Ibov somente dentro do indicador das Bandas de Bollinger em varios tempos, e notei especificamente num gráfico mensal histórico de 5 anos que a se acreditar nesta ferramenta assim isolada, se bem talvez uma das interessantes em períodos mais esticados, nosso Indice estah apenas começando a cair.
Gostaria de saber a sua opinião e a de seus amigos se puderem dar uma olhada apenas por êste tão estreito prisma.

pequeno aprendiz disse...

Sr. Roberto
Creio que na politica externa, tanto em nossa regiao geo-politica, quanto mais ao longe como se viu recentemente, o atual governo tem plantado suas melhores sementes e tenho rezado sinceramente para que elas, como as semeadas aqui, não germinem.
Em relação ao descolamento de nossa Bolsa com o regresso do sempre destemido capital externo, creio que mesmo os mais podres ativos americanos, já no proximo ano ex-Bush, serao bem menos repulsivos para especuladores de todo o mundo.

Senhor Smarca
penso que a reação no Dow pode ser fruto de um mais um grande engano, lá repetitivo nas leituras imediatistas das decisões do FED, quanto a uma aparente brava firmeza atual de Mr. Bernanke, cuja imobilidade reputo mais a uma falta de alternativa que a uma real demonstração de força.

pequeno aprendiz disse...

Sr. Roberto
Desculpe minha curiosidade, mas porque o senhor escreve Lulla, e não apenas lula?
Outra pergunta: acha que o continuismo aqui se dará como na Argentina mesmo que não com a legítima?

pequeno aprendiz disse...

Senhor Fact.
Uma vez um gordo banqueiro caçava na Africa quando viu um esfomeado leão correndo furiosamente em sua direção e sem coragem sequer de levantar seu rifle, ficou estarrecidamente imovel, enquanto o leão passava por êle como uma bala, para matar um pastejante viado que era o seu alvo.
E assim ficou o estático banqueiro com fama de valente impassivel indômito, tal qual o FED entre a veloz inflação e a estagnação.

Fact Finder disse...

Aprendiz, a interpretação isolada de B. de Bollinger (ou de Keltner ou qualquer outra) é ineficaz. Outras considerações devem ser agregadas para reforçar o sinal das bandas. A meu ver, o movimento de queda a partir dos 73k pontos foi uma major reversal. A queda, muito provavelmente, não está próxima do fim.

Roberto disse...

Caro Aprendiz,

Lulla com 2 "ll" muito simples refere-se ao famoso ex-presidente Collor. Quem é o mais canalha e ladrão?
Mas como já fui expulso do forum do bastter por falar mal do Lulla e aqui é um blog de aprendizado em MF vamos nos limitar ao MF. hehehehe. Fact, não me expulse.

Roberto disse...

By the way, penso que low mesmo, seguro, aqui somente em 2010.
Fact, mega alta do US$ em relação ao euro.Bom para quem? Recessão US com dolar em alta?
Sei lá.

Roberto disse...

Continuismo do PT? Eles não saem nunca mais. Como aqui em POA estão enraizados no 2 e 3 º escalão. Não importa mais quem é o chefe. Quanto a companheira de armas Dilma ou o canalha do Tarso, não sei quem é o pior.

Fact Finder disse...

Afinal parece que o que via desde o final do ano passado começa a se materializar...aumento de volatilidade de LP no USD Index.