DISCLAIMER


DISCLAIMER: 1. The risk of trading equities and/or derivatives can be substantial. 2. Any decision to purchase or sell as a result of the opinions expressed in this blog will be the full responsability of the person authorizing such transaction. 3. Past performance is not indicative of future results.

terça-feira, 12 de agosto de 2008

Peeking Over Fact's Shoulders

Recebi um informativo semanal há pouco de uma grande corretora. Aí abaixo meus comentários sobre os comentários:
----------------------------------------------------------
"A semana não foi boa para o mercado secundário de ações do Brasil, sacrificado pela performance ruim das ações líderes dos segmentos de petróleo, mineração e siderúrgico, exatamente empresas que guardam boas perspectivas para o ano em curso..."

(Por que guardam boas perspectivas? Números atuais não significam muita coisa para o mercado, que vive de expectativas)

"...A explicação está contida na forte queda de commodities metálicas e petróleo durante toda a semana e na ponderação elevada dessas ações no índice Bovespa. O dólar mais forte em relação ao euro e ao iene, associado aos temores de que as economias asiáticas e européia desacelerem, foram os principais motivos para a queda das commodities."

(Há várias falsas premissas aqui. As commodities estão caindo desde o final de junho, época em que escrevi Fact On Contrarianism - part II. Outra coisa: o movimento do dólar foi claramente posterior à queda das commodities. Um movimento reflexo, portanto)

"A situação ficou ainda mais clara depois do discurso do presidente do Banco Central Europeu, Jean-Claude Trichet, que manteve juros em 4,25%, dizendo que o terceiro trimestre será ruim, e em seguida à divulgação do PIB da Itália em queda de 0,3%. Na semana o BOE (BC inglês) também manteve os juros básicos em 5%, o mesmo aconteceu com o Fed que deixou a taxa básica no patamar de 2,0% e a de redesconto em 2,25%."

(Não houve novidade alguma em nenhum desses dados. Todos previamente precificados)

"A semana promete ser complicada não só pela agenda extensa e importante, como também em função dos vencimentos nos mercados derivativos de índice e preparação para o de opções que encerram respectivamente em 13/08 e 18/08."

(Toda a semana é repleta de indicadores [os chamados "economic numbers"], pelo menos)

"Como sempre ocorre o período é marcado por volatilidade ampliada, em função da necessidade dos agentes de manterem suas estratégias."

("Sempre" e "nunca", como disse outro dia, são palavras proibidas em mercados que seguem a lei da oferta e demanda. O analista não sabe o que fala. Freqüentemente temos semanas de vencimento com volatilidade reduzida.)

"No mercado internacional, teremos indicadores importantes como: saldo comercial e resultado das contas do governo americano, seguido do CPI (índice de preços ao consumidor, na sigla em inglês), vendas no varejo, estoque nas empresas, produção industrial e indicadores de atividade de Feds regionais; além do sentimento do consumidor de Michigan. Na Europa teremos o PIB do trimestre da Alemanha e França."

(E teremos também a divulgação do PIB de Angola e das Ilhas Marshall)

"O índice Dow Jones encerrou o período indicando melhores chances de evolução, já que conseguiu superar a zona de resistência em 11.700 pontos. Caso seja mantida dará maior chance de recuperação, podendo influenciar outros mercados, inclusive a Bovespa. O Dow Jones ficará melhor se superar 11.900 pontos..."

(A menos que o público-alvo do informativo opere charts de 5 ou 15 min, essa análise é nonsense. Vide post de ontem)

16 comentários:

Sandor Tucakov Caetano disse...

FF,

Esse tipo de post me faz pensar...

"Tem gente que é paga para escrever isso!"

Os caras que escrevem esses comentários deveriam ter o mínimo de compromisso para com seus leitores já que eles são pagos para isso. Além disso seus comentários devem produzir algum impacto já que acho que ninguem gostaria de pagar por narração do mercado.


Abraço


Sandor
http://giuocopiano.blogspot.com/

Fact Finder disse...

Olha, Sandor, imagine que - pior - tem gente que deve ser paga pra LER isso (!)

O compromisso desse pessoal é com o bottom-line da corretora e do patrão. Nesse caso, a simples narração do mercado seria a atitude mais honesta com os clientes.

Leo disse...

Fact, você já viu como publicam o horóscopo?

Acho que já vi esses trechos isoladamente escritos em vários "relatórios" (relatório supostamente deveria ser algo sério, não?) para "descrever" o "comportamento do mercado". Parece que eles embaralham e distribuem os textos de acordo com a fase da lua... ou "a agenda da semana" heheheh

abraço!

Fact Finder disse...

Leo, a briga por clientes se transformou em um negócio selvagem. E daqui a pouco não tem mais vez nem para astrólogo. Veja: Kaká, Neto, corretagem a R$5 e por aí vai.

smarca disse...

Aproveitando que o assunto é um relatório, aproveito para "perguntar":

1) Se o Ibovespa não é visto por estrangeiros como é visto por nós, porque o site StockCharts.com o plota assim?
http://stockcharts.com/h-sc/ui?c=$bvsp,uu[w,a]daclniay[dc][pc5!c10!c20!f][vc60][ilb14!lm10]

2) Estrangeiros saindo ... mas quem é estrangeiro? É uma balela da mídia, pois:
- Quem opera através de uma corretora X ou Y é estrangeiro? Porque não pode ser brasileiro operando?
- Quem opera através de um IP de Los Angeles, Londres, Paris ou Roma é estrangeiro? Porque não pode ser brasileiro operando?
- Como a Bovespa sabe se quem enviou a ordem tem um RG nacional ou uma Modelo 19 para estrangeiro se residente em território nacional? Resposta: Não sabe.
- Se algum institucional opera de fora do território nacional, quem garante que são estrangeiros operando?
- Se o Nahas, só para citar um único exemplo, quase açambarcou o mercado da prata nos anos 80, junto com os irmão Hunt, ele faria isto apenas por uma corretora, tipo o HB do Itautrade ou o Bradesco Shopinvest? PS: Não precisa responder esta, hehehe.
- Ainda sobre o Nahas, que é estrangeiro (não é naturalizado brasileiro), para a Bovespa ele é considerado como estrangeiro ou brasileiro?
- E, pior, como a Bovespa sabe que foi ele quem deu a ordem de compra ou venda? Resposta: Não sabe.

Prof. Lafayette disse...

Fact, nada a ver com o post. Seguinte: depois dá uma olhada no chart de prga3 nos últimos 2 meses. Aconteceu muita coisa interessante. Depois que vc vir eu listo as coisas...

SMARCA, não dá pra estimar pelo volume de saída de moeda estrangeira?

smarca disse...

Saída de moeda estrangeira?
De que jeito?
Tudo o que sai do país?
De forma legal ou ilegal?
Contas CC5?
Só Ibovespa?
Monitorar reais de operações de venda de ações para ver quantos deles se transformam em dólares, euros, etc. para estimar?
Como?
Acredite-me: balela, como Tupi 1, Tupi 2 e Tupi 3.
Ahhh ... mas o que é Tupi 1 e 2?
Pergunte ao Fact que ele deve ter guardado um chart histórico.
E se não tiver ele pode postar um, hehehe.
Tudo balela!
Informações importantes e úteis inexistem no site da Bovespa e BMF.
Os poucos dados pelos quais já me interessei fora a AT que utilizo, jamais encontrei nos sites citados e em lugar nenhum da Internet.

smarca disse...

PRGA3
Fact dá uma olhada lá.
Queda em 1, 2, 3.
3 na LTA.
Após se arrastando numa 4 a b e c finalizada?
Desconfigura se ultrapassar o pull-back na 2.
Mas não acompanho, apenas bati os olhos.

Fact Finder disse...

Laffa, PRGA3 mostrou boa força relativa nos últimos 2 meses. Pertence a um setor pouco cíclico. Daí não chega a surpreender esse movimento. Ocorreu-me agora que existem umas empulhações chamadas "clubes de investimento" que são obrigadas a manter um mínimo do PL em renda variável. Muitos devem estar correndo para setores pouco cíclicos (teles fixas, alimentos, etc.) Parou recentemnte na primeira resistência em 46,50. Não me parece que terá forças para superá-la no curto prazo.

Fact Finder disse...

S., vamos lá:

1. Fazendo uma analogia: João da Silva existem muitos, mas com determinado CPF só um. Você pode ver nosso mercado por vários prismas mas "Ibovespa" é um só. Pra vc ver como eles cagam e andam para o Ibov em R$ nem volume publicam. heheeh

2. Saldo de investimento estrangeiro é a mais nova bullshit do momento. Ninguém sabe como se ganha dinheiro com isso. Mas todo mundo se interessa. Há alguns anos era o nível de reservas interncaionais. A mídia quer sempre uma bullshit pra martelar.

aguia disse...

caros VOLKS...digo FOLKS (rsrs... desculpe "S"... e para quem não sabe o pôrrrrQ disto, aqui é que não vai nunca saber):

direct from Toronto, about Investidor Estrangeiro X us Homi X us Volumes:

hmmm... biològicamente e segundo a Pirâmide de Malthus, os grandes peixes predadores não têm nacionalidade, eis que viajam por suas presas pelos mares sem fim (hmmm, ki xic... ficou pó ético, pô!) e um único tuba pode ser - êle mesmo, vejam só - dois, ou 3 ou mais, depende do seu LARANJAL (ôps?... mas laranja não é apenas uma commoditie?... perguntaria o PCFarias, aquêle que se vivo estaria na Comessão de ética do PT)...quá... cont: assim como vários tubas, caçando a turba (ou a 'massa' segundo um certo carcamano), são como golfinhos ou orcas... que dependem idem de laranjas (aos poucos; às dúzias; ou em saco); tipo assim: se êle é um, êle vende pra êle e compra dêle, fazendo "troca-troca" hermafrodìticamente, na C/V, ou, na V/C, para bater ou alavancar, tanto faz... e se age em grupo, tipo suruba ou bacanal de faz de conta, esteja a grana aqui ou acolá... ora, ora pô!...isso tanto faz (estamos no século XXI e na época da Internet e dos paraisos onde não vão os fiscais, não custa lembrar, né, uái); ba$ta, para TANTO, ter ba$$$tante moral na Corretora ( mas...E A CORRETAGEM???!!!... PERGUNTARIA UM PURISTA?... e nem dever-se-ia responder, course, but...), ou ser dono, ou sócio, de uma ou de várias, tanto faz... é claro que estou falando de Angola, a tal do PIB (ah, êsse Fact, tem cada uma, rsrs) cujo VOLUME, o do pib angolano, um dus homi sòzinho manipula em porquinhos dias numa bolseta... imaginem um bando... quá.

SENHOR Aprendiz: C tem quantos anos e estudo o Q?... contrário do que gentilmente suspeitou (e não imagino de jeito maneira o pôrrrrrQ, k-çild's... talvez o estilo encorpado dêle?) o FACT não é eu e nem eu não sou ÊLE (ah... bem que eu gostiaria e muitio, BUT, eu tô mais pra penhaskim, di boa craro, enquanto ki o meu caro Magnus Magister é, pelo menos perto de mim, tipo assim um Everest... nú minimus).

cuidado com a espuma fellows: TÁ TUDO NO PICO DA ONDA... 'ELA' (& os charts idem... momentum di... canjinha, k´rái).



bração.

Prof. Lafayette disse...

Então, Fact.
Perdigão soltou recentemente um bom balanço, de interpretação difícil. Eu digeri devagar, e muito pseudo-fundamentalista tá até agora achando que a empresa vai pro buraco porque teve prejuízo.

Prejuízo este que é na verdade um puta lucro... no caixa. Tinta vermelha, só no papel.

Samuel Ramos disse...

Essa do Kaká foi flórida mesmo.

Outro dia quando vi, quase não acreditei.

Imagino que o Kaká deve ser um grande trader/investidor sejá lá qual o rótulo que eles usem com mais frequencia para vender o peixe, ou melhor, fritar as sardinhas.

Samuel Ramos disse...

Lendo o Bill Bonner agora a pouco, achei algo que me lembrou o post do Mr. Fact:

"The trouble with following the financial news is that there is so much of it.

Everyday brings news information, new facts, new theories – dozens of them.

The financial news becomes like a dense Russian novel, with so many characters coming and going that we forget the plot."

Fact Finder disse...

Samuel, é muito comum o investidor se desviar de seu trading system (fundamentalista e/ou técnico) sem saber da sua eficácia por causa disso. O ruído diário de notícias, análises é ensurdecedor e claramente perturbador.

aguia disse...

o melhor mesmo é ter dois pássaros na mão...

entre as maneiras de se observar 'qualquer coisa': uma, é de pertinho, na intenção de a analisar, quanto mais próximo, mais minuciosamente; para se ter daquilo os mais ínfimos detalhes... e outra, é à distância:
para quem deseja ter uma visão mais panorâmica do que observa.

BUT,

ao destemido player que opera surfando o perigo, com a agilidade indispensavel à velocidade da onda, é claro que o que mais interessa observar, para ter uma pre-visão (olhe o tracinho...) é a PRÓXIMA ONDA, mesmo que, lááá atraz, à distância, esteja se formando um devastador Tsunami (onda não surfavel, ao menos para amadores, course...).

assim é que sendo eu mais observador que habitual player (pois quando eventualmente entro é
pesado e com target definido e sempre atento às premissas do veneravel Pat Hearne), observo, de hábito, além dos gráficos de CP (os de DT nunca), os gráficos históricos e ali, no momento atual , me parece estar o mercado bursatil, em GERAL, patinando faz tempo, no alto de uma rampa já bem escorregadia...

ora, sendo Bulls e Bears fenômenos cuja maior e mais significativa característica é serem de looooooooonga duração, nada me parece mais lógico q observar, ao menos uma vez ou outra, o mercado, em quadros de L....P (em candles mensais ou trimestrais, tanto faz).

SEXTA FEIRA ceu azul (mar nem tanto), 2a. vencimentos.

boa SORTE, fellows.